Financiamento
Imobiliário
Fácil

Assessoria financeira multibanco em crédito imobiliário.

Financiamento seguro e sem burocracias

Para te ajudar ainda mais a entender o financiamento imobiliário, preparamos um simulador de financiamento. Com ele, você pode visualizar os valores e prazos do seu financiamento imobiliário em poucos minutos.

+ vantagens
para você!

Time especializado que cuida de todo o processo para você

Processo inteiramente digital

Processo com agilidade e transparência

Financiamos qualquer modalidade nos principais bancos

Sigilo das informações em todo o processo

Tudo isso de forma gratuita para você.

*são cobrados à parte somente as diligências, emolumentos e reemissão de documentos necessários.

Calcule seu financiamento

Primeira parcela

R$ 2.300,00

14º ano

R$ 1.300,00

Última parcela

R$ 1.300,00

20%

Este simulador é apenas uma estimativa e não deve ser levado como fonte única de informação. Valores não contemplam despesas com seguros obrigatórios nem ao menos as correções (TR). Para obtenção de crédito é necessária aprovação financeira da instituição bancária bem como avaliação de risco (juros e condições gerais podem ser alteradas).

Solicite uma proposta gratuitamente

*a assessoria financeira é gratuita. São cobrados à parte os impostos envolvidos, bem como a reemissão de documentos (caso necessário) e diligências.


Conheça nossos bancos parceiros

Foxter Cia Imobiliária Foxter Cia Imobiliária Foxter Cia Imobiliária Foxter Cia Imobiliária
1. Financiamento imobiliário
2. Portabilidade do seu financiamento imobiliário existente
3. Crédito pessoal com imóvel em garantia

Aprove seu crédito e realize seu sonho*

Rápido, fácil e sem burocracia.

*crédito sujeito à análise
Como contratar um crédito imobiliário LoftCred:
  • Faça sua simulação e solicite uma análise de financiamento
  • Etapa de análise de crédito, onde 50% das nossas propostas são aprovadas em até 2h
  • Suporte Jurídico dos especialistas Loft sempre disponíveis
  • Avaliação do imóvel e contrato emitido para registro em cartório
  • Crédito em até 3 dias úteis após o registro do contrato

Perguntas frequentes

Para ajudar quem está passando pelo processo de compra de um imóvel, listamos as respostas para as dúvidas mais comuns sobre financiamento imobiliário:

  • O que preciso fazer para obter uma Carta de Crédito Imobiliário? keyboard_arrow_down

    A carta de crédito imobiliário é um documento, com validade, emitido pela instituição financeira que informa o valor de financiamento aprovado e a qual taxa.

    Essa avaliação é feita diretamente pela instituição financeira após uma análise de crédito do cliente.

    A LoftCred cuida de todo o processo de financiamento imobiliário para você, inclusive a emissão da carta de crédito junto ao banco de sua preferência.

  • Como faço para financiar um imóvel comprado na planta? keyboard_arrow_down

    Para dar início ao seu processo de financiamento, basta verificar com a construtora do imóvel se o Habite-se já foi emitido. Em caso positivo, só dar início ao processo de financiamento aqui.

  • Quais documentos eu preciso para contratar um financiamento? keyboard_arrow_down

    • RG e CPF (originais e cópia);
    • Certidão de casamento ou união estável;
    • Comprovante de residência;
    • Comprovante de renda;
    • Certidão conjunta negativa de débitos relativos a tributos Federais e à Dívida Ativa da União;
    • Cópia da Carteira de Trabalho, extrato da conta do FGTS e autorização para movimentação de conta;

    A LoftCred te ajuda a reunir todos eles.

  • O que é e como eu uso o FGTS como entrada? keyboard_arrow_down

    Se você trabalhou no mínimo três anos com carteira assinada, pode usar o valor do FGTS no pagamento da entrada do imóvel e receber um redutor de 0,5% na taxa de juros. O uso do FGTS é liberado para imóveis com preço de até 1.5 milhão de reais. Você pode verificar seu saldo no site da Caixa Econômica Federal ou no aplicativo FGTS.

    a) Como utilizar o FGTS na compra de imóvel?

    Depois de realizado o enquadramento da operação o valor do FGTS pode ser utilizado para:

    • Pagamento parcial com financiamento ou total do preço de aquisição do imóvel;
    • Pagamento de lance na obtenção da Carta de Crédito ou como complementação do valor da Carta de Crédito para pagamento da parcela de recursos próprios, quando o consorciado permanecer com saldo devedor na Administradora de Consórcio devidamente habilitada pelo Banco Central a operar com “Consórcio de Imóveis”.

    b) Regras do Uso do FGTS

    • Não ser titular de financiamento ativo no âmbito do SFH, localizado em qualquer parte do território nacional;
    • Não ser proprietário, possuidor, promitente comprador, usufrutuário ou cessionário de outro imóvel residencial, concluído ou em construção, localizado no mesmo município do exercício de sua ocupação laboral principal ou de sua residência, incluindo os municípios limítrofes ou os municípios integrantes da mesma região.

    c) O imóvel

    • Deve que ser urbano e residencial;
    • Deve estar devidamente registrado em nome dos vendedores no respectivo Registro de Imóveis e livre e desembaraçado de quaisquer ônus, inclusive IPTU e condomínio;
    • Estar localizado no município onde o comprador exerce o seu trabalho principal, incluindo os municípios limítrofes ou na região metropolitana, ou no município em que o comprador comprove residir há pelo menos um ano;
    • O valor de compra/venda e avaliação não pode ser superior ao limite do SFH estipulado pelo Conselho Monetário Nacional – CMN;
    • Estar aprovado no laudo de avaliação pela engenharia do Banco para servir de moradia e de alienação no caso de financiamento pelo SFH.
    • No caso de uso do FGTS como poupança na aquisição com ou sem financiamento, o imóvel não pode ter sido transacionado com FGTS na entrada a menos de 03 anos conforme verificação na matrícula do imóvel emitida pelo Registro de Imóveis.

    d) Compra da casa própria

    O imóvel para moradia própria é aquele em que o trabalhador instalará a sua residência e domicílio com ânimo definitivo. Domicílio é o lugar onde se estabelece a residência com ânimo definitivo ou o lugar onde se exerce a profissão. A legislação exige a instalação da residência e domicílio no imóvel, ou seja, que o trabalhador efetivamente more e viva na moradia adquirida. Mas, não precisa ser entendido como uma determinação pessoal imutável manter residência e domicílio naquele imóvel e sim como a determinação existente no momento da contratação. Fonte: Resolução 66/92 do Conselho Curador do FGTS – CCFGTS.

    e) FGTS na compra de imóvel por mais de um trabalhador

    É admitida aquisição de imóvel residencial concluído ou em construção por mais de um trabalhador, independentemente da existência de grau de parentesco entre eles, desde que o imóvel se destine à residência de todos os adquirentes que fizerem uso do FGTS na aquisição. E que estes declarem a referida destinação sob as penas da Lei e, ainda, desde que atendam aos demais requisitos para a operação.

    f) Localização do imóvel

    O imóvel deve localizar-se:
    • No mesmo município onde o trabalhador exerça sua ocupação laboral principal, nos municípios limítrofes a ele ou integrantes da mesma região metropolitana; ou
    • No mesmo município onde o trabalhador comprove a sua residência há mais de um ano, nos municípios limítrofes a ele ou integrantes da mesma região metropolitana.

    g) Quais os requisitos do Financiamento Habitacional para uso do FGTS?

    Deve se enquadrar nas condições do SFH. O valor de avaliação e financiamento não podem ser superiores aos limites estipulados pelo CMN.

    h) Limite de Utilização dos recursos da(s) conta(s) vinculada(s) do FGTS:

    O valor do FGTS, acrescido do financiamento ou Carta de Crédito do Consórcio não pode ultrapassar o menor dos seguintes valores:
    • Avaliação efetuada pelo Banco;
    • Compra e venda;
    • Custo total da obra, na modalidade construção em terreno próprio;
    • Custo total da obra, acrescido do menor valor entre avaliação e compra.

    i) Linhas de crédito com recurso do FGTS
    As linhas de crédito abrangem os Programas Minha Casa Minha Vida, Carta de Crédito FGTS e Pró-cotista.

    Regras Minha Casa Minha Vida:
    • Prazo Máximo: Até 360 meses
    • Sistema de Amortização: SAC ou PRICE
    • Quota de Financiamento: Até 90%
    • Comprometimento de Renda: Até 30%
    • Taxa de Administração: R$25,00
    • Taxa de Acompanhamento: 1,5% do valor de financiamento
    • Danos Físicos no Imóvel (DFI)

    Regras Carta de Crédito FGTS (CCFGTS):
    • Prazo Máximo: Até 360 meses
    • Sistema de Amortização: SAC ou PRICE
    • Quota de Financiamento: Até 90%
    • Comprometimento de Renda: Até 30%
    • Taxa de Administração: R$25,00
    • Taxa de Acompanhamento: 1,5% do valor de financiamento

    Regras Pró-cotista:
    • Prazo Máximo: Até 360 meses
    • Taxa de Juros: Até 9%
    • Sistema de Amortização: SAC ou PRICE
    • Quota de Financiamento: Até 90%
    • Taxa de Administração: R$25,00
    • Taxa de Acompanhamento: 1,5% do valor de financiamento

    Fonte: Click Habitação

  • Quanto preciso dar de entrada para financiar imóveis? keyboard_arrow_down

    Em geral, pela lei, um cliente precisa dar, à vista, 20% do valor de imóvel como entrada. Ou seja, em um imóvel de 1 milhão de reais, o cliente precisa ter 200 mil de entrada. Embora os bancos abram algumas exceções, esta é a regra.

  • Qual a renda mínima necessária para financiar um apartamento? keyboard_arrow_down

    Os bancos têm o direito de pedir comprovação de uma renda mínima mensal 3 vezes maior que o valor da parcela, conhecida como a 'regra dos 30%'.

    Comprovação: Toda renda é comprovada através de holerite e imposto de renda. Também é possível compor renda, somando a de familiares.

    Exemplo: Um imóvel de 1 milhão, com 200 mil de entrada, teria uma parcela inicial de 8 mil reais mensais. Portanto, seria necessário comprovar uma renda aproximada de 24 mil reais por mês.

  • O que estou pagando na parcela do meu financiamento? keyboard_arrow_down

    A mensalidade de um financiamento é composta pelos seguintes custos:

    • Amortização: valor destinado a “abater a dívida” com o banco
    Juros: valor destinado à cobrança de juros pelos bancos;

    • Seguro contra Morte de Invalidez Permanente (MIP): cobrança obrigatória por lei que quita sua dívida com o banco em caso de morte;

    • Seguro contra Danos Físicos ao Imóvel (DFI): Cobrança obrigatória por lei que protege o banco caso o imóvel sofra um dano irreparável;

    • Taxa mensal de administração.

  • Quais são as etapas da contratação de um financiamento imobiliário? keyboard_arrow_down

    Além do simulador de financiamento imobiliário, a LoftCred dá suporte aos clientes em todas as etapas do processo:

    • Pré-aprovação: confirma os bancos dispostos a fazer negócio com o cliente. Etapa rápida e online;

    • Documentação: toda solicitada pelos bancos ;

    • Aprovação de crédito: o banco avalia a renda, o histórico de crédito, o imóvel e quaisquer pendências jurídicas do CPF ou CNPJ do cliente;

    • Melhor taxa: a LoftCred te auxilia a encontrar a melhor taxa, cobrindo a do gerente do seu banco;

    • Avaliação do imóvel: o banco envia empresas parceiras para avaliar o imóvel. Esta etapa precisa ser feita após a conclusão da obra e antes das obras adicionais;

    • Contratação do empréstimo: a LoftCred auxilia na assinatura do contrato de financiamento e agendamento da liberação do valor.

Mantenha-se atualizado!

Fique por dentro das principais notícias e oportunidades do mercado imobiliário.

lock Sua privacidade

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para ajudar a personalizar conteúdos, adaptar e avaliar anúncios e oferecer uma experiência melhor. Ao clicar em Entendi, você concorda com isso, conforme descrito em nossa Política de Cookies.